Invasores

Rio de Janeiro, 31 de Dezembro de 2010 – 23:00

– Faltam apenas 60 minutos para o novo ano. As areias da praia de Copacabana estão lotadas, a população comemora o fim de 2010 e a chegado de 2011.

– Vamos ver o que esse rapaz está achando do evento?

– É tudo muito lindo, está uma noite perfeita, o clima é de alegria e vamos saldar o novo ano pedindo muita paz e realizações para todos. Irei brindar o novo ano nesse cenário maravilhoso.

Bem esse realmente foi meu ultimo momento feliz naquela noite.
Após minha entrevista a uma reporte de uma emissora famosa local, segui para a areia aonde milhares de pessoas aguardavam a contagem regressiva que seria dentro de sessenta minutos. O céu não possuía uma nuvem sequer, seria um espetáculo a queima de fogos, um momento único na minha vida.

23:10

– O ser colossal que surgiu no céu do Rio de Janeiro está lançando tentáculos em direcção as areias da praia esmagando e levando ao céu pessoas no qual ele esta se alimentando, o sangue cai como uma chuva bizarra sobre uma população desesperada que tenta fugir do bairro a todo custo. Nosso helicóptero quase foi derrubado por um dos tentáculos, mas agora estamos em uma distância segura para levar a vocês tudo o que está ocorrendo aqui em Copacabana.

Um espetáculo de laser era apresentado no momento que vi a criatura surgir de uma fenda no céu e pousar no mar, todos pensaram que se tratava de um holograma especial feito pelos organizadores. Eu filmava tudo, não queria perder um segundo sequer da festa. Más logo isso seria um devaneio de felicidade pois quando aquele tentáculo da espessura de um vagão de trem atingiu a areia fazendo eu voar metros de distância banhado de sangue dos que foram esmagados, meu coração quase parou.
Levantei tentando entender melhor o que estava acontecendo, mas o cenário era de carnificina, o sangue caia do céu provavelmente de pessoas levadas pela criatura.
Todos me empurravam gritando, chorando e outros ajoelhados pedido a Deus misericórdia. Procurei sair da areia o mais rápido que podia enquanto o ser mantinha sua onda de matança.
Próximo a chegar a Avenida Atlântica enfrente ao antes luxuoso hotel Copacabana Palace, antes porque o que vi foi ele ser destruído como se fosse de papel, a criatura deixava as águas do mar. Olhei para cima e pude ver o quão era grande. Sua pele lembrava um musgo mau cheiro, suas veias expostas deixavam amostra o liquido verde que corria no interior. Media cerca de cem metros e rugia como um monstro de filmes de terror. Minhas pernas cambalearam e quase fui ao chão de temor. Uma senhora que estava caída próximo a mim, se contorcia em uma espécie de convulsão, olhando fixamente para a criatura, foi quando notei que muitas outras pessoas estavão tendo a mesma reacção. Mirei a câmera novamente para a criatura que já passava a Avenida Nª Senhora de Copacabana. Quanto mais tempo fixava o foco na criatura sentia náuseas e fortes dores de cabeça, procurei evitar olhar por muito tempo. Tinha agora que fugir para um lugar seguro.

23:30

– A criatura continua sua marcha da destruição, e no que parece está seguindo em direcção ao Cristo Redentor, caças da Força Aérea Brasileira já estão a caminho afim de abater a ameaça. Ficamos sabendo que os Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha estão dispostos a ajudar no que for necessário. Todo o ocorrido está sendo transmitido para todos os países do mundo causando comoção geral do planeta.

Fui até o apartemanto de uma amigo que fica aqui mesmo em Copacabana. Más não havia mais ninguém em casa, perguntando ao corajoso porteiro aonde teriam ido, ele disse que saíram as pressas dizendo que deixariam o Rio por alguns dias até tudo se normalizar.

23:45

Consegui subir atempo até a cobertura do antigo hotel Meridien de onde tinha visão perfeita para filmar a criatura que estava abraçada ao Cristo. Pensei que ela fosse destruir a estátua mas estava grudando ovos no corpo da estátua. A cena era horrenda ver “aquilo” abraçando uma das sete maravilhas do mundo moderno e fazendo dela seu deposito de crias. Logo o estrondo dos caças cortando o céu me deu um ânimo e torci para que dizimassem esse monstro, mas parecia que não iriam abrir fogo enquanto ela estivesse no Cristo.

23:50

Faltavam dez minutos para o novo ano, e o que eu estava fazendo, estava no topo de um prédio filmando um monstro, alien seja lá o que aquilo seja. Ele pôs cerca de trezentos ovos e deu inicio a descida do morro. Foi quando os misseis começaram a ser disparados em sua direcção. As explosões arrancavão partes de seu corpo e a criatura urrava enquanto era consumida pelo fogo. Se debatia desvairada-mente tentando atingir os caças supersónicos que despejavam fúria em forma de mísseis. Eu podia sentir que cada carioca nesse momento sentia uma raiva e alegria misturada.

23:55

– A criatura foi abatida na parte sul do morro do Corcovado, homens do exército e marinha estão a caminho.

23:59

A contagem regressiva têm início, muitos alegres por estarem vivos outros tristes por perderem parentes mas todos aliviados e orgulhosos de terem detido a ameaça que surgira em um dia de felicidade. Dez, nove, oito, sete, seis, cinco, quatro, três, dois, um.

Feliz ano novo.

Rio de Janeiro 1 de Janeiro de 2011 – 06:00

Quando o primeiro raio de sol do ano tocou uma das mais belas paisagens do mundo foi o inicio de uma nova era, a era dos antigos.

Sim, é verdade tivemos uma virada feliz, mas no amanhecer descobrimos que aquilo foi apenas uma brisa comparada ao que estava por vir.

– Satélites da Agência Nacional Espacial Americana (NASA) confirmam, que estão vindo em direcção ao nosso planeta milhares de seres com aparência de moluscos gigantes capazes de viajar no espaço sem auxilio de equipamentos tecnológicos. E que a entrada na terra será em cerca de uma hora.

Enquanto aos ovos no Cristo. Bem, o que tenho a dizer, é que assim que o primeiro raio de sol tocou nos ovos eles eclodiram. E de cada ovo saíram centenas de pequenos moluscos assassinos, sedentos pelo sangue humano.

E eu, claro apenas contei essa história, pois fui morto enfrente minha casa, quando retornava de Copacabana.

Tudo o que não é compreendido gera medo
Autor Desconhecido

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s